PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 74 visitantes e Nenhum membro online

DIZER RESSURREIÇÃO

Dizer ressurreição não é futuro,
é agora, faz rever o sonho inteiro.
O Irmão que nos precede em tom seguro
é seiva, é bom vigor para o canteiro,
nos pede os pés no chão, não sobre o muro.

Não fala de troféu, prosperidade,
é rumo, se propõe nosso roteiro:
é luz, perdão, é paz, é liberdade,
vigor, abraço, eterno companheiro,
nos pede os pés no chão, fidelidade!

A cruz lhe impôs fracasso, trouxe escuro?
Nos pede os pés no chão, quer densidade!

J. Thomaz Filho

Pilatos e Herodes estão por aí - EXEMPLO PARA TODOS

Morreu um condenado, na tortura,
exemplo pra que todos mais se calem.
O império não suporta, não atura
clareza e liberdade que o abalem:
quer súditos, poder, quer noite escura.

Mas esse quer plantar um mundo irmão,
servir aos pequeninos: eles valem!
É contra humilhação, dominação,
quer homens e mulheres que se igualem
na busca pela paz – é a solução!

Matá-lo, pra impedir tanta ternura!...
Porém, Deus diz assim: ressurreição!

J. Thomaz Filho

SERVIR COM LIMPIDEZ - Natal 9

Servir com limpidez aos pequeninos
por certo que é retrato desse Irmão
que aponta o céu, nos nossos desatinos,
tomando a liberdade pela mão,
fazendo-a modelar novos destinos.

Assim, Natal não mora no mercado,
depõe o medo, a manipulação,
expõe o Império nu, escancarado,
se faz denúncia à vil dominação,
da sede de justiça põe-se ao lado.

Falar em manjedoura e cantar hinos
então ganha sentido e traz recado.

J. Thomaz Filho

É ASSIM QUE NÓS FAZEMOS - Domingo de Ramos 2019

É ASSIM QUE NÓS FAZEMOS

É assim que nós fazemos com Jesus:
tomamo-lo por filho de Davi,
um rei que ao comodismo nos conduz,
calando o Novo Reino por aqui.
E então os poderosos vêm coa cruz.

A cruz não era dele, foi-lhe imposta.
Mas Ele não arreda o pé dali,
é livre, mantém firme sua proposta
de amor, perdão, e não de olhar pra si:
servir, lavar os pés, ser mesa posta!

Firmeza que nos salva! Nova luz!...
Por isso ressuscita: ganha a aposta!

J. Thomaz Filho

ASSIM TAMBÉM - Natal 8

É claro que a esperança não morreu,
nem nunca vai morrer, se nele eu creio.
Natal vem me lembrar: se Ele viveu,
que eu viva assim também, e sem receio,
seguindo cada passo que Ele deu.

Difícil ser tão denso e tão humano,
tão simples, tão profundo e sem enleio!
Mas esse é o compromisso, a meta, o plano:
só assim o Reino muda o nosso meio!
Só assim brilha a verdade, não o engano!

Natal não fica lá, no que se deu,
me pede os gestos meus, não de fulano.

J. Thomaz Filho

DE VALOR

Não falo de poder, mas de valor,
de honra, de igualdade, dignidade.
Te seja devolvido esse sabor
que é teu também, na mesma densidade
que é meu, de todos nós – mesmo vigor!

Tu tens teu jeito próprio de enxergar
a casa, o mundo, as cores da cidade.
Não é contraditório a descartar,
é seiva a nos nutrir fraternidade,
é a biodiversidade a nos brindar!

Mulher, não haja serva nem senhor:
somente o lado a lado é bom lugar!

J. Thomaz Filho

LUZ E VIGOR - Natal 7

Você que sofre agravo na saúde,
você que está na fila sem trabalho,
você que já não sabe que atitude
é válida, prudente ou mero atalho,
você quer solução, não o que ilude.

Natal é pra você!... Porque é esperança
de rumo, não é um simples quebra-galho,
é Deus que fere o passo dessa dança
que esquece, que sonega até o orvalho
àquele que só dor vê como herança.

Ainda que ao redor bem pouco mude,
Natal é luz, vigor pra quem se cansa.

J. Thomaz Filho