PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 95 visitantes e Nenhum membro online

J. Thomaz Filho

Pilatos e Herodes estão por aí - EXEMPLO PARA TODOS

Morreu um condenado, na tortura,
exemplo pra que todos mais se calem.
O império não suporta, não atura
clareza e liberdade que o abalem:
quer súditos, poder, quer noite escura.

Mas esse quer plantar um mundo irmão,
servir aos pequeninos: eles valem!
É contra humilhação, dominação,
quer homens e mulheres que se igualem
na busca pela paz – é a solução!

Matá-lo, pra impedir tanta ternura!...
Porém, Deus diz assim: ressurreição!

J. Thomaz Filho

É ASSIM QUE NÓS FAZEMOS - Domingo de Ramos 2019

É ASSIM QUE NÓS FAZEMOS

É assim que nós fazemos com Jesus:
tomamo-lo por filho de Davi,
um rei que ao comodismo nos conduz,
calando o Novo Reino por aqui.
E então os poderosos vêm coa cruz.

A cruz não era dele, foi-lhe imposta.
Mas Ele não arreda o pé dali,
é livre, mantém firme sua proposta
de amor, perdão, e não de olhar pra si:
servir, lavar os pés, ser mesa posta!

Firmeza que nos salva! Nova luz!...
Por isso ressuscita: ganha a aposta!

J. Thomaz Filho

DE VALOR

Não falo de poder, mas de valor,
de honra, de igualdade, dignidade.
Te seja devolvido esse sabor
que é teu também, na mesma densidade
que é meu, de todos nós – mesmo vigor!

Tu tens teu jeito próprio de enxergar
a casa, o mundo, as cores da cidade.
Não é contraditório a descartar,
é seiva a nos nutrir fraternidade,
é a biodiversidade a nos brindar!

Mulher, não haja serva nem senhor:
somente o lado a lado é bom lugar!

J. Thomaz Filho

SERVIR COM LIMPIDEZ - Natal 9

Servir com limpidez aos pequeninos
por certo que é retrato desse Irmão
que aponta o céu, nos nossos desatinos,
tomando a liberdade pela mão,
fazendo-a modelar novos destinos.

Assim, Natal não mora no mercado,
depõe o medo, a manipulação,
expõe o Império nu, escancarado,
se faz denúncia à vil dominação,
da sede de justiça põe-se ao lado.

Falar em manjedoura e cantar hinos
então ganha sentido e traz recado.

J. Thomaz Filho

ASSIM TAMBÉM - Natal 8

É claro que a esperança não morreu,
nem nunca vai morrer, se nele eu creio.
Natal vem me lembrar: se Ele viveu,
que eu viva assim também, e sem receio,
seguindo cada passo que Ele deu.

Difícil ser tão denso e tão humano,
tão simples, tão profundo e sem enleio!
Mas esse é o compromisso, a meta, o plano:
só assim o Reino muda o nosso meio!
Só assim brilha a verdade, não o engano!

Natal não fica lá, no que se deu,
me pede os gestos meus, não de fulano.

J. Thomaz Filho

LUZ E VIGOR - Natal 7

Você que sofre agravo na saúde,
você que está na fila sem trabalho,
você que já não sabe que atitude
é válida, prudente ou mero atalho,
você quer solução, não o que ilude.

Natal é pra você!... Porque é esperança
de rumo, não é um simples quebra-galho,
é Deus que fere o passo dessa dança
que esquece, que sonega até o orvalho
àquele que só dor vê como herança.

Ainda que ao redor bem pouco mude,
Natal é luz, vigor pra quem se cansa.

J. Thomaz Filho

PRA REFLEXÃO - Natal 6

Você trabalha em que, ó meu irmão?
E traz para a família o bom sustento
vertendo o seu suor em qual porção
do mundo dos negócios, tão sedento
do lucro a qualquer preço, neste chão?

O Filho do Deus Vivo em manjedoura
não traz para você questionamento?
Você cultiva mesmo qual lavoura?
Seu fruto traz veneno, ou alimento
capaz de pôr a paz bem duradoura?

Natal é tempo bom pra reflexão...
Adubo? Arado? Poda? Pá? Vassoura?

J. Thomaz Filho

LUGAR AO SOL - Natal 5

Você que se prepara com estudo
pra ter lugar ao sol no nosso chão
entende esse preparo como escudo
ou como ferramenta em sua mão?
No mundo o sofrimento é tão agudo!...

Pois Deus chegou aqui por uma gruta!
Depois, em Nazaré, teve a lição
da fé, da convivência, da labuta,
de olhar pra dor da grande multidão,
servir, cuidar, jamais ser força bruta.

Natal é um compromisso que diz tudo:
Deus ama!... Seu amor jamais reluta!

J. Thomaz Filho

 

NÃO QUEREMOS ESTRANHEZAS - Natal 4

Se quero meu País com pão nas mesas,
você o quer seguro e sem problemas.
Então nós não queremos estranhezas,
queremos paz e bem, e não esquemas.
Pra que nossos ataques e defesas?

Não dá pra clarearmos nossas mentes
e vermos que é maior do que os dilemas
o espaço do canteiro pras sementes?
Olhando pro Natal – que nobres temas! –,
podemos dar as mãos, bem conscientes.

Natal: sabe propor dessas surpresas:
abraços, não trincheiras prepotentes!

J. Thomaz Filho

É ISSO QUE DEUS FAZ - Natal 3

Poder olha pro povo, lá de cima,
mas Deus é solidário, se nivela.
Criar este universo e todo o clima,
criar a humanidade e ser um dela,
é isso que Deus faz! Não nos anima?

É isso que Deus pede a cada um!
Natal: vem abeirar nossa tigela,
comer da nossa mesa, sem jejum;
não fica nos olhando da janela,
se põe no nosso meio, é bem comum!

Nos vem pra socorrer, jamais vitima:
não quer deixar sem vez de nós nenhum.

J. Thomaz Filho

J. Thomaz Filho

J. Thomaz Filho
J. Thomaz Filho é escritor, poeta, compositor e também letrista, parceiro de Frei Fabreti em dezenas de músicas litúrgicas, entre elas "Imaculada", "O Amor de Deus", "Grande é o Senhor", "Cantando a Beleza da Vida", "Venham Comigo" e "Vejam". Atuou por mais de dez anos no Colégio Santa Catarina (Petrópolis/RJ) lecionando ética. Trabalha junto a grupos de reflexão bíblica e formação cristã. Foi agraciado com o prêmio "Poesia e Liberdade" pelo Centro Alceu Amoroso Lima (2010). Para falar com J. Thomaz Filho, utilize nosso formulário de contato.