PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 54 visitantes e Nenhum membro online

Escola de Fé e Política Waldemar Rossi

Aula 25/03 EFPWR - Democracia Participativa (Poder pertence ao povo)

Judite 14, 1-7

DIVISÃO E CONTEÚDO

O livro de Judite divide-se em duas partes:
I. Antecedentes do cerco a Betúlia (1,1-6,21): o poder de Nabuco­dono­sor (1); expedição de Holofernes (2); procedimento das nações gentias (3); os judeus preparam-se para a guerra (4); discurso de Aquior a Holofernes (5); resposta de Holofernes (6).
II. Vitória dos judeus (7,1-16,25): a situação torna-se difícil em Betúlia (7); Judite diante dos chefes do povo (8); a oração de Judite (9); a caminho do acampamento assírio (10); na presença de Holofernes (11); Judite na ceia de Holofernes (12); regresso triunfante à cidade (13); ataque contra os assírios (14); vitória completa dos Judeus (15); cântico de Judite (16,1-17); con­clusão da história de Judite (16,18-25).

 

TEOLOGIA

Quando Holofernes e os assírios sitiaram Betúlia, esgotou-se a água na cidade, e os seus habitantes estavam na iminência de perecer. Foi então que uma viúva, chamada Judite, traçou e pôs em prática um plano, que levou os sitiantes à debandada e deu a vitória final aos israelitas.
Como quer que seja, e para além dos pormenores históricos e geográficos, a doutrina do livro merece a nossa atenção. Estamos diante da afirmação de verdades que em nada põem em causa o conjunto da teologia do AT: proclama-se a providência de Deus para com o seu povo; a omnipotência, realeza e sabe­doria universal de Deus; a ideia da do r e do sofrimento como prova; a centralidade, reverência e valor do templo; o valor do jejum, da oração e dos actos de penitência.
Este livro manifesta, sobretudo o amor de Deus pelos pequenos, servindo-se de todos os meios para os defender. Neste caso, de uma mulher, que nunca tinha participado numa guerra.

 

http://www.capuchinhos.org/biblia/index.php/Judite

 

Clique aqui para acessar o material da aula.