PASTORAL FÉ E POLÍTICA

Arquidiocese de São Paulo

ptarzh-CNenfrdehiitjarues

Temos 42 visitantes e Nenhum membro online

Orçamento - 1ª Audiencia Pública

Na semana passada, dia 26 de novembro, aconteceu a 1ª Audiência Pública sobre o Orçamento 2013. Apesar da Prefeitura ainda não ter disponibilizado o registro escrito da audiência, no site da Câmara Municipal, neste mesmo site consta uma notícia sobre o evento.

Um ponto muito importante que já comentamos aqui são os investimentos com transportes. Houve um questionamento do vereador Milton Leite (DEM) a respeito da quantia destinada à essa área. A verba prevista, de R$ 660 milhões, é a mesma do ano de 2012, sendo que neste ano já não foi suficiente: “a prefeitura deve encerrar o ano com R$ 960 milhões gastos em subsídios”.

Quero destacar aqui a importância da presença da população nessas audiências. Moradores da Vila Sônia participaram da audiência e se manifestaram rejeitando a criação de um terminal rodoviário interestadual, sendo que foi entregue à Comissão de Finanças e Orçamento um abaixo assinado com mais de 3 mil nomes contra a construção desse terminal. Esse posicionamento dos moradores da Vila Sônia se deve também porque tal obra implicaria na desapropriação de 72 casas; e a entrega do abaixo-assinado ocorreu devido à Prefeitura agir, segundo eles, de forma contrária ao Estatuto das Cidades, que institui a “gestão compartilhada com os cidadãos”.

Na audiência do dia 26 estavam presentes, ainda, artistas e arte-educadores que apresentaram suas propostas.

folder-pfpEntendem porque eu insisto em convocá-los a iniciarem os trabalhos em suas paróquias, criando uma Pastoral de Fé e Política? Entendo que talvez vocês até saibam da importância, mas sentem alguma dificuldade em conversar com seus párocos ou até mesmo com a comunidade ou o Conselho Pastoral Paroquial, já que lamentavelmente muitas pessoas ainda confundem Política com politicagem.

Nesse caso, entrem em contato conosco pelo e-mail da pastoral: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., que procuraremos ajudá-los na medida do possível.

Quanto maior for a nossa presença no controle da administração pública, tanto menor será a corrupção e o mau uso do dinheiro público. Insisto em lembrar do filme Vida de Inseto: somos muito mais “formigas” do que “gafanhotos” e eles sabem disso, mas tentam nos intimidar com sua força, com seu poder.

Mas na vida real, o poder é do povo: vivemos numa democracia. Esses agentes políticos, prefeitos, vereadores, governadores, deputados e até a presidente, apenas nos representam. Acontece que para nos representarem devidamente, temos que lembrar-lhes, constantemente, qual é a nossa vontade, quais são as nossas necessidades.

E nós cristãos, que rezamos o Pai nosso, devemos enxergar nossas necessidades em comunidade, para que o pão também seja nosso.

 

Fonte: O artigo nos foi enviado diretamente pela autora, tendo sido primeiramente veiculado pela Rádio Nove de Julho (São Paulo/SP 1.600 KHz)

Marília Amaral

Marília Amaral
Marília Amaral é integrante da Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de São Paulo e também apresenta comentários sobre Fé e Política na Rádio 9 de Julho (AM 1.600 KHz/SP). Para falar com Marília Amaral utilize nosso formulário de contato.